delius Blog Bonifrati: Qual o final mais divertido para a historinha?

21 de fev de 2012

Qual o final mais divertido para a historinha?

O Arlequim pediu a ajuda dos BoniFratiNautas para dar um desfecho a historinha do
Sapo Danado e a Borboletinha Naná

Ele recebeu várias sugestões:

1 Por Carol Ferrari

" Até que depois de algum tempo, cheia de graça, Naná pousou no galho mais alto da árvore e gritou:
- Olá sapão, até que você não é tão bobão! Quer ser meu amigo?"


2 Por Miriã S. Ramos
"Até que depois de algum tempo, cheia de graça, Naná pousou no galho mais alto da árvore e gritou:
- Hei cara de gelatina!
“Depois de tanto tempo sumida em vez de um doce oi, o que escuto é um insulto”, pensou o sapo Danado.
- Posso saber o porquê de ser chamado assim dona Naná?
- Além de ser um bobão não tem reflexo no seu lago? Veja só, a sua carona verde e molenga. Você está triste?
Era tão óbvio o sentimento que estava descrito em seu rosto, que até os outros animais da floresta já não o temiam tanto, nada mais tinha importância para ele.
Arrasado o sapo Danado nem ligou para o que havia perguntando Naná, ele só pensava que era muito sozinho no mundo, não tinha amigos e a única criatura que se aproximou dele era uma borboletinha desbocada, porém a mais linda de todas.
Naná vendo tamanha tristeza teve uma idéia:
“Vou trazer um presente para o sapo Danado, nada melhor do que um mimo para levantar os ânimos”, pensou ela.
Após um longo passeio pela floresta Naná não encontrava nenhum presente que fosse especial, foi quando de repente viu algo brilhando no meio da grama. Era um anel daqueles bem simples que vem junto de um doce, provavelmente alguma criança o deixou cair quando abria a embalagem daquele pedacinho de gostosura.
Foi voando velozmente levar o tesouro que tinha em mãos para o seu querido sapão. Naná não fazia idéia o que era aquele objeto, mas o seu brilho intenso era como o que ela sentia por ele. Nunca revelou a ninguém o sentimento que tinha pelo sapo Danado, mas todos na redondeza já sabiam que para uma borboleta ter a coragem de encarar o seu rival número um, era amor o que carregava no coração.
Chegando lá Naná toda contente e empolgada disse:
- Ei verdão, olha o que lhe trouxe!
O sapo caiu na gargalhada e disse em tom de deboche:
- Borboleta boboca, não sabe que isso é um anel? Os humanos o usam nos dedos em sinal de compromisso. Ta me pedindo em casamento é?
Naná se sentiu triste, pois, naquele momento era justamente o que queria, mas parece que os sentimentos não eram recíprocos e saiu chorando em tons de preto e branco.
O sapo Danado quando viu que a havia magoado entendeu que aquela borboletinha que tanto o atormentava o fazia para lhe chamar a atenção, dentro dela tinha amor por ele, tudo o que o solitário sapão da lagoa sempre sonhou em ter.
De imediato saiu a pular com o anel pela floresta, procurava Naná desesperadamente para reparar o erro e expressar o que também sentia. Quando a encontrou tratou logo de gritar um alto e claro “SIM!”.
- Sim, o quê? (Disse Naná sem entender nada.).
- Sim! Sim! Sim! (Gritava o sapo Danado todo contente e saltitante).
- Eu me caso com você, minha linda Naná!
E naquele momento Naná correu em sua direção e lhe beijou o rosto. (É sabido que nos contos de fada todo sapo que é beijado vira príncipe, aqui não podia ser diferente, né?).
Uma nuvem de poeira de estrelas envolveu o sapo feioso e desajeitado, e em meio a brilhos e tilintar de sininhos o sapo Danado se transformou no “borboleto” Amado.
Toda floresta se reuniu para celebrar o mais belo casamento já visto por lá. Naná e Amado foram felizes para sempre e tiveram muitos filhinhos.
Portanto, caras amigas, se estiver faltando sapo no seu jardim dê um beijinho em uma borboletinha, quem sabe...


3 Por Josinete Flor

"Ei amigo! Vem pra cá! não fica aí sozinho, não...
Vamos conversar um pouquinho!! Estava sentindo sua falta, por isso estou de volta!
E é claro que o sapo sentiu-se muito feliz, pois sua auto-estima estava muito baixa! É muito bom Ser e TER amigos."

4 Por Andréa

"Naná pousou no galho mais alto da arvore e gritou:
- Estão distruindo tudo, o que vamos fazer???
O sapo ouviu barulhos estranhos, e muito curioso foi ver o que estava acontecendo.
Viu, o que os seus olhos não queriam acreditar... DESMATAMENTO.
Os insetos já estavam reunidos, com medo, desesperados e sem saber o que fazer.
Alerquim se aproximou devagar, e resolveu falar:
- Tenho uma ideia, juntos conseguiremos impedir que destruam o nosso lar.
Todos aplaudiram o sapo, concordaram com a ideia e imediatamente resolveram atacar.
Os homens foram picados em varias partes do corpo e sairam correndo apavorados para nunca mais voltar.
A turminha toda ficou muito feliz e é claro, resolveram comemorar.
O sapo passou a ser respeitado pelos novos amigos.
E Naná?????
Viu tudo, e passou ver o Alerquim com os olhos do coração. Desceu da árvore, e lascou-lhe um BEIJO.
Ele ficou tão vermelho, tão vermelho que todos cairam na risada."


5 Por Anne Caroline

"Oh Sapo Danado, que está aprendendo o que é respeitar! Tire essa tristeza do olhar e venha comigo namorar, pois descobri que longe do teu coaxar não posso voar."


6 Por Elaine Cunha

" - Ei, Sapo Sapão, não gostaria de ver o mundo como eu o vejo? Vem! Eu te apresento!
Naná, com suas asas ainda mais brilhantes, saiu voando lindamente. O Sapo ficou encantando mais ainda com a alegria de Naná.
Como uma verdadeira cicerone, Naná mostrou ao seu novo amigo os seus lugares preferidos. As flores cheirosas no final da tarde; o banho de chuva, o por do sol na beira da lagoa. O Sapo Danado até presenciou nascimento da prima da Naná. Ele até chorou de alegria.
A cada descoberta, o Sapo sentiu-se amado e muito querido por todos. "Como era bom ter amigos" ele pensou. E principalmente, ter a Naná como amiga! Ele ficava contando as horas para Naná chegar no seu lago e juntos, poderem passear pelo mundo afora. Daquele dia em diante, o Sapo Danado decidiu:
- Serei Sapo Danado sim, mas "danado" apenas nas peraltices.
Era comum vê-lo brincando com as moscas de pique-esconde. Ele e Naná continuavam a passear durante o final do dia. Como dois amigos, como dois queridos amigos."

Agora é com você!

Vote  até dia 03/03/12 no formulário abaixo em qual final mais lhe agradou!
A vencedora irá levar seu Mensageiro preferido para a casa!
Atenção: vale apenas 1 voto por pessoa!





Beijos Literais BoniFrati!


9 comentários:

Elaine Cunha disse...

Olá! Pessoal!

Que alegria em ver meu final aí em votação!

Acredito que deve ser sido bem difícil escolher estes seis.

Beijos,
Elaine Cunha

BoniFrati disse...

Olá, Elaine! A turma ficou super feliz com a participação das BoniFratiNautas, inclusive a sua!
Beijos BoniFrati!

ANDRÉA disse...

Ficou muito legal o final da históra da Anne. Ela é muito criativa.

Beijos e muito obrigada

Andrea

sapekinhas eva disse...

Acho o final da estória da Elaine Cunha, maravilhoso, ele (o sapo) reconheceu e se modificou. Abraços, Maria Sônia
sapekinhaseva.blogspot.com

RUDYNALVA disse...

Elaine!
Tomara que ganhe, seu final é maravilhoso!
cheirinhos
Rudy

BoniFrati disse...

Uau, as participantes devem estar orgulhosas, pois já ganharam o melhor prêmio: elogios! Beijos da turma!

BoniFrati disse...

Uau, as participantes devem estar orgulhosas, pois já ganharam o melhor prêmio: elogios! Beijos da turma!

Mia =':'= disse...

E então... quando sai o resultado? =o

BoniFrati disse...

Oi Mia! Aqui está:

http://bonifrati.blogspot.com/2012/03/resultado-termine-historia.html

Beijocas e valeu pela participação!